Existe um argumento financeiro convincente para comprometer recursos para o controle do câncer. O investimento financeiro pode ser custoefetivo e pode economizar bilhões de dólares em custos de tratamento de câncer para a economia global, além de oferecer ganhos positivos no aumento da sobrevivência, da produtividade e da melhoria da qualidade de vida.

Impacto econômico

O câncer é uma das questões críticas que causam carga econômica e financeira no mundo de hoje. A crescente incidência de câncer significa que os orçamentos de saúde das nações de todo o mundo estão sendo ameaçados, com nações que enfrentam perda de produtividade devido a mortes prematuras e ao afastamento do trabalho. Os orçamentos públicos para medicamentos e equipamentos médicos também estão sendo restringidos devido ao alto custo do tratamento.

Carga financeira para indivíduos e famílias

Indivíduos que vivem com câncer e seus cuidadores costumam ter um duplo impacto em suas finanças. Despesas pagas do próprio bolso para tratamentos contínuos e caros, como cirurgias e/ ou quimioterapia, perda de renda e benefícios por afastamento do trabalho se combinam para criar uma carga financeira catastrófica. Para muitos, isso pode levar ao gasto de todas as economias, empréstimos de dinheiro ou venda de bens. Aqueles que têm dificuldades muitas vezes desistem de ir a consultas médicas por causa do custo do transporte, cortando despesas com comida, educação e/ou falta de pagamento de contas2.

 

Fato rápido: O custo econômico anual total do câncer é estimado em aproximadamente US$ 1,16 trilhão1.

 

Salvar vidas pode economizar dinheiro

Investimento na prevenção, detecção precoce e controle do câncer é fundamental para ajudar a salvar vidas. Porém, também pode economizar dinheiro. Existe um argumento convincente e financeiro para o investimento: tomar medidas pode ser custo-efetivo, oferecendo um retorno sobre o investimento.

 

“Precisamos mudar a narrativa. Saúde não é um custo. É um investimento.”

- Dr. Salomón Chertorivski, Secretário de Desenvolvimento Econômico da Cidade do México e ex-Ministro da Saúde do México

 

O que podemos fazer?

  • Os locais de trabalho podem apoiar políticas de licença médica remunerada e licença de assistência remunerada
  • Os trabalhadores sociais e de saúde também podem ser treinados para ajudar os pacientes e cuidadores a entender as necessidades financeiras para tratamento contínuo, medicamentos e cuidados
  • O setor financeiro, incluindo o setor bancário e de seguros, pode ajudar a garantir que seus produtos e políticas atendam às necessidades de pacientes com câncer
  • Os governos podem implementar políticas que forneçam apoio financeiro e benefícios suficientes para pacientes com câncer e seus cuidadores
  • Os governos devem considerar investir no tratamento do câncer, como um componente central de todos os sistemas de saúde
  • Os governos devem usar dados nacionais sobre o câncer para identificar as intervenções mais eficazes que proporcionam ganhos máximos de saúde para os recursos disponíveis.

 

Fato rápido: investir US$ 11 bilhões em estratégias de prevenção em países de baixa e média renda poderia economizar US$ 100 bilhões em custos de tratamento de câncer costs3.

 

1. IARC World cancer report (2014)
2. Macmillan Cancer Support. No small change: Time to act on the financial impact of cancer

3. Knaul FM, Arreola-Ornelas H, Atun R, Mendez O, Guerrero R, Alsan M, Seinfeld J.: Investing in cancer care and control. Chapter 3 in: Knaul FM, Gralow JR, Atun R, Bhadelia A. editors for the Global Task Force on Expanded Access to Cancer Care and Control in Developing Countries. Closing the Cancer Divide: An Equity Imperative. Cambridge, MA: Harvard GlobalEquity Initiative; 2012. Distributed by Harvard University Press.